Google Street View chega a Fernando de Noronha

Projeto de mapeamento oceânico da gigante americana começou há pouco tempo e tem no conjunto de ilhas em Pernambuco as primeiras imagens marinhas geolocalizadas do Brasil. 

Já pensou em mergulhar na paisagem estonteante de Fernando de Noronha sem sair de casa? Agora isso é possível. Mas aqui não é apenas da visão terrena que estamos falando. Além das praias, falésias e trilhas, com um clique o internauta também consegue alcançar a beleza do arquipélago pelo fundo do mar. É que o Google Maps, além de retratar as ruas e pontos da superfície da Terra, começou a fazer o mapeamento subaquático dos oceanos, e no Brasil a parada inicial do projeto foi no conjunto de ilhas em Pernambuco. Como os primeiros registros submarinos do Street View no país (o Google até agora mapeou o cenário oceânico em reservas ambientais marinhas da Flórida e da Austrália), as imagens de tirar o fôlego encontram golfinhos, tartarugas, tubarões, arraias, mergulhões, e toda a riqueza da fauna dos corais.

“Levamos a tecnologia do Street View a essa região tão querida do nosso país e, agora, temos a alegria de dividir as imagens que foram coletadas em 12 dias de expedição pelo parque nacional”, escreve Tomás Nora, engenheiro da empresa que é o responsável técnico pelo projeto na América Latina, em post oficial no blog Google Brasil. Na etapa que inaugura a iniciativa, foram mapeados 50 quilômetros a pé e seis quilômetros embaixo d'água, durante quase duas semanas, em outubro do ano passado, em Fernando de Noronha e no Atol das Rocas, outra reserva ecológica próxima.

De acordo com Tomás Nora, nas coletas em terra, a principal ferramenta utilizada foi o Trekker, uma mochila equipada com uma supercâmera de 15 lentes. Com ela nas costas, os operadores registraram desde vistas dos quentíssimos areais pernambucanos, até o interior de matas selvagens. Já para percorrer as vias urbanas, a equipe aproveitou, conta o engenheiro, o buggy, um meio de transporte muito comum em Noronha. A gigante americana também trouxe ao Brasil os mergulhadores do australiano Caitlin Seaview Survey, um projeto especializado em monitorar corais marinhos. “O resultado é um lindíssimo conjunto de imagens panorâmicas que revela a usuários de qualquer lugar do mundo as paisagens famosas e os cantinhos remotos de um dos mais bem preservados ecossistemas do Brasil”, complementa Nora no post.

 

A Cacimba do Padre, famoso ponto de surfe e para admirar o pôr do sol, a Baía dos Porcos, aclamada pelo panorama espetacular do morro Dois Irmãos, o Buraco do Inferno, formação rochosa conhecida pelos mergulhos, o Atol das Rocas, recife anelar que se tornou a primeira reserva marítima brasileira e só pode ser visitado por cientistas autorizados, Trinta Reis e seus cardumes, o Canal de Sela Gineta com os golfinhos rotadores, espécie que adora fazer acrobacias na água, e o Buraco das Cabras com as tartarugas marinhas, suas célebres habitantes. Essas são algumas das sensacionais imagens que já podem ser exploradas por qualquer um, do conforto do sofá. E agora, que tal arrumar as malas?

PRECISA DE UMA AGÊNCIA DIGITAL?
Entre em contato conosco e solicite uma proposta para sua empresa.

SOLICITAR

Acompanhe nossas redes sociais